destaque

Keine Tabus - Portrait no SWR Kunscht!


MeToo, racismo, body-shaming ou diversidade - temas que também estão presentes nas universidades de música, nas casas de ópera e nos palcos de concertos neste país e em todo o mundo, mas que normalmente não são falados abertamente.

A jovem soprano Andrea Conangla aborda-os: de forma profissional e pessoal, corajosa, convincente e comovente. Nascida em Espanha, criada em Portugal, a artista de 29 anos vive em Estugarda desde 2017 e é activa com a sua voz tanto no campo da música clássica como da música nova - e é também professora na Universidade de Música de Trossingen desde 2020. Conheça a versátil jovem mulher.



artigos de jornal

Stuttgarter Zeitung - Hautnah dabei, wenn Kunst entsteht

“A cantora de ópera Andrea Conangla, por exemplo, começou a primeira parte com Puccini e terminou com John Cage e testemunhos de mulheres sobre o debate do metoo. Entretanto, ela explorou de forma idiossincrática o clássico dos Beatles "Yesterday" sob o título "British Invasion is not over". "Isso foi escrito pelo nosso bolseiro de composição Ui-Kyung Lee", diz Milla. "Desde 2012 temos uma bolsa de estudo para novas formas de música, que não se limita explicitamente à música contemporânea, mas inclui música pop experimental.”” ︎ ler mais!



InSzene:Vokal startet in erste Förderrunde

“Foi iniciado o novo programa de financiamento "InSzene: Vokal" do Podium Gegenwart no Conselho de Música Alemão: As sopranos Andrea Conangla e Viktoriia Vitrenko, bem como os conjuntos vocais Neue Kammer e Trio vis-à-vis convenceram o júri e serão incluídos no programa de financiamento de dois anos.” ︎ ler mais!



críticas

Pamina Klassik Maganize

No entanto, a noite abriu com duas canções escritas alguns anos antes, com base em textos de Goethe: "Hoffnung" (Esperança) e "An den Mond" (À Lua) descrevem os pólos opostos do dia e da noite, e a voz suave, prateada e elegante de Andrea Conangla chamou aqui a atenção do ouvinte (...).


podcasts / entrevistas

Kunststiftung Podcast



No terceiro episódio do podcast Kunststiftung Baden-Württemberg, Jessica Steinle e Laura Breier entrevistam a cantora Andrea Conangla. Para além de uma entrevista, ela canta obras de Saariaho, Cage, Aperghis, e uma das arias de Puccini Quando m'en vo, entre outras.



BOM DIA no feminimo


Catarina Salgueiro Maia e Marina Pacheco em conversa com Andrea Conangla.


documentação
"Ich flüchte in Dein Zauberzelt"


Prof. Angelika Luz, dramaturgias e encenação

Oliver Röckle, video



Partituras a partir de sinais enigmáticos - Deutsches Literaturarchiv



Com olhos e ouvidos, mãos e pés, e com toda a gama da sua arte vocal, Angelika Luz, ex-alunos e estudantes da Universidade de Música e Artes Performativas de Estugarda (Rebekka Bigelmayr, Andrea Conangla, Karera Fujita, Cong Wei e Pascal Zurek) interpretaram algumas das obras expostas em "punktpunktkommastrich". Sistemas de Sinais no Arquivo Literário e outras partituras de sinais enigmáticos.